Muito obrigado pelo contato!

Agradecemos sua mensagem. Em breve responderemos.

Desenvolvimento Pessoal | 10.06.2019

"Autoconhecimento: há 5 anos encontrei a resposta"

Autoconhecimento

Há uns 5 anos, por acaso, encontrei um curso sobre autoconhecimento e resolvi encarar está difícil missão (talvez uma das mais difíceis, que é conhecer a si mesmo). Não imaginava a transformação positiva que isto poderia fazer na minha vida. Hoje é um dos temas que trabalho e que acredito que seja um dos principais a se preocupar quando você estiver buscando uma transformação na sua vida. É incrível o número de pessoas que não conhecem a si mesmo e passam a vida buscando respostas fora, e não imaginam que a resposta está dentro de cada um de nós. Por isto quero compartilhar aqui um lenda hindu sobre o processo de autoconhecimento:

Segundo conta a lenda, houve um tempo em que todos eram deuses. Só que as pessoas acabaram abusando tanto de sua divindade que Brahma, o Mestre dos Deuses, tomou a decisão de retirar delas o poder divino e resolveu escondê-lo em um lugar onde seria difícil reencontrá-lo. O grande problema era encontrar um esconderijo adequado. Para poder solucionar o problema, Brahma convocou um conselho envolvendo os deuses de escalão mais baixo. 

A primeira ideia foi enterrar a divindade das pessoas em algum lugar na terra. "Não", retrucou Brahma. "Isso não basta, pois o homem vai cavar e encontrá-la”. Os deuses sugeriram, então, jogá-la no fundo dos oceanos. Brahma, mais uma vez, recusou a ideia, pois achou que seria fácil explorar as profundezas dos mares e a recuperar. "Não sabemos onde escondê-la, pois não existe na terra ou no mar lugar que o homem não possa alcançar um dia". Sem saber o que fazer, Brahma recorreu à sabedoria do Grande Deus Mahadeva, o Senhor Shiva. "Eis o que vamos fazer com a divindade do homem", disse Mahadeva. "Vamos escondê-la nas profundezas dele mesmo, pois é o único lugar onde ele jamais pensará em procurá-la. O único caminho que o tornará capaz de reencontrar este poder será através de Jñana (conhecimento). Mas não será tão fácil, ele terá que driblar os poderes de Maya (ilusão) e de Anava (egoísmo). Para isso, terá que reaprender a controlar a mente e os sentidos, observando a Lei Divina do Karma (causa e efeito). A partir daí, conforme a lenda, Brahma ordenou que fossem criados os primeiros ashrams (comunidades formadas para promover o desenvolvimento espiritual de seus membros) e as primeiras escolas de yoga e meditação. E desde então, conclui a lenda, seguimos dando voltas na Terra, voando, explorando, escalando, mergulhando e cavando, em busca de algo que, na realidade, se encontra dentro de nós mesmos.

Incrível não é? Só quem se conhece, evolui. Tudo está dentro de nós, só precisamos silenciar para que a resposta venha, precisamos descobrir quem somos, para que possamos fazer a diferença neste mundo através das nossas melhores qualidades e ao mesmo tempo fazer de você a sua própria bússola. Busque se tornar uma pessoa melhor a cada dia e a evolução vai ser Constante, você vai ver.

Luciana Costa Soares é Mestre em Desenvolvimento, Especialista em Gestão Educacional, Diretora da Constante Consultoria e Negócios e apaixonada por pessoas, apaixonada pelo processo de autoconhecimento, apaixonada pelas diferenças.

 

http://www.constanteconsultoria.com/

 

Notícias relacionadas

Desenvolvimento Pessoal | 29.07.2019
Propósito: Você tem um?
Desenvolvimento Pessoal | 24.06.2019
Zona de Conforto: 3 razões para sair de lá!